Arquivo do mês: fevereiro 2012

Smart cities

As cidades inteligentes (tradução livre) são aquelas que conseguem um desempenho ótimo em seis diferentes dimensões: Economia limpa, mobilidade urbana, ambiente preservado e conservado, capital humano, qualidade de vida e governança eficiente. A definição de uma smart city pode ser … Continuar lendo

Publicado em gestão ambiental pública, gestão ambiental privada, Relatório UNEP Towards a Green Economy | Deixe um comentário

Instrumentos de gestão ambiental pública e privada na Política Integrada de Produto na Europa

Um livro interessantíssimo que nos permite verificar como a gestão ambiental pública e privada na Europa vem sendo implementada é o Ecological Economics and Industrial Ecology: A Case Study for IPP, disponível na versão eletrônica na http://www.amazon.com. Em um breve … Continuar lendo

Publicado em conceitos, Economia Ecológica, gestão ambiental pública, gestão ambiental privada | Deixe um comentário

Bancos verdes e economia verde… Vamos???

O relatório sobre Economia Verde do PNUMA nos mostra diversas oportunidades econômicas ligadas à promoção da sustentabilidade. O assunto estará em voga na Rio+20, em junho, e buscará junto às diversas partes interessadas, governo, empresas e sociedade em geral, organizada … Continuar lendo

| Marcado com | Deixe um comentário

Será que a lógica da relação das empresas e seus consumidores é semelhante à da relação de dependência química???

Não tenho dúvida que toda empresa busca isso: Um consumidor que fica viciado (ou fidelizado) em consumir seus produtos pelo resto da vida. E são várias as estratégias: As imagens, o design, os atributos não materiais, o preço, as técnicas … Continuar lendo

Publicado em Comentário pessoal | Deixe um comentário

Estabelecendo prioridades no processo político – Sustentabilidade como discurso ou prática?

Tornou-se comum para as empresas desenvolverem planos de comunicação complexos apenas para divulgar intenções ou políticas. O Greenwashing tornou-se uma verdadeira febre, em parte porque as empresas (ingenuamente ou deliberadamente) não conseguiam desenvolver um conceito de sustentabilidade, com uma métrica … Continuar lendo

Publicado em Comentário pessoal, conceitos, gestão ambiental pública, gestão ambiental privada | Deixe um comentário