Ferramenta SEDA – Sustainable Economic Development Assessment, do BCG

O Boston Consulting Group (BCG) desenvolveu uma ferramenta denominada SEDA – Sustainable Economic Development Assessment –  que se propõe a analisar de forma integrada diversos indicadores de desempenho para avaliar como os países convertem a produção de riquezas em bem-estar para sua população.

O relatório completo , denominado “Why Well-Being should drive Growth Strategies”, detalha três dimensões e 10 agrupamentos de 43 indicadores, utilizados para avaliar a situação de um país e como ele se posiciona em relação à geração de bem-estar para sua população. No documento são apresentadas diversas análises sobre os indicadores, os resultados para os países do mundo todo e a comparação com os resultados dos demais, com a sugestão de estratégias e planos de ação para decisores públicos, privados e representantes da sociedade civil.

exhibit

As três dimensões abordadas são a econômica, a de investimentos e a de sustentabilidade.

Na dimensão econômica são avaliados a estrutura de geração de renda e riqueza, a estabilidade econômica medida em termos de inflação e a volatilidade na produção de crescimento econômico, e o emprego.

A dimensão dos investimentos relaciona-se com o acesso à saúde, medidos pela qualidade dos serviços de saúde, a mortalidade e a morbidade, a educação, medidos pelo acesso e pela qualidade dos serviços ofertados à população, e a infraestrutura, com indicadores de disponibilidade de água, mobilidade urbana, saneamento básico e acesso à infraestrutura de informação e comunicação.

A dimensão da sustentabilidade refere-se ao ambiente, medidos por indicadores de qualidade ambiental e as políticas que visam protegê-la, à governança, medidos pela efetividade do Estado em colocar as políticas em prática, reforçar a transparência, promover a estabilidade e a liberdade, a força da sociedade civil, medidas pela coesão, pelo ativismo civil e pela equidade de gênero, e a igualdade, medida em termos da estrutura da distribuição de renda e desigualdade social.

Ao transpor o trabalho para a gestão de políticas, programas, planos e projetos, vê-se que a elaboração de indicadores de desempenho é um processo importante para que haja gerenciamento. Com base na análise das condições do ambiente pode-se traçar as políticas e planos de longo prazo para a consecução de metas, com a definição de indicadores de desempenho adequados à realidade nacional. A comparação com outros países permite identificar práticas que podem ser implementadas em problemas semelhantes e, mais importante, apontam uma direção na qual se pode caminhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: