2 bilhões para saneamento ambiental é muito. 10 bilhões para estádios é suficiente

Deu no periódico Valor Econômico de ontem e demonstra bem que meio ambiente e gestão ambiental pública e privada não são prioridades do governo.
Meta de extinguir lixões até 2014 é praticamente inatingível no país… Seriam necessários 2 bilhões de reais para implantar aterros sanitários e resolver este problema de saneamento ambiental.
2 bilhões de reais… até 2014… Mas a PRIORIDADE é construir estádios de futebol no meio da areia, como em Natal, ou no Pantanal, ou mesmo o estádio do Corinthians.
Saneamento ambiental é saúde, educação, empregos. Há necessidade de entender que um país limpo é pré-requisito para ser desenvolvido. Há doenças de veiculação hídrica, contaminação de solos, emissões de gases de efeito estufa, dentre outros problemas, que podem ser resolvidos com investimento em saneamento básico, gestão de resíduos sólidos e educação ambiental.
Quando se fala em gestão ambiental avançada, que é o pretendemos desenvolver para o Brasil, falamos de ecologia industrial, produtos desenhados para reciclagem após a sua vida útil, reutilização de resíduos como insumos para novas cadeias. É necessário avançar mais, e o Estado sabe que pode funcionar como indutor de políticas ambientais mais audaciosas e muito além apenas do comando e controle, que é pessimamente executado no país.

Sobre Marcio Gama

O cérebro é nossa maior especialização e nos faz humanos e complexos, capazes de pensar, gerir riscos e planejar o futuro. Nos adaptamos a todos os ambientes conhecidos e aprendemos a utilizar os recursos para nossa sobrevivência. Nesta caminhada, aprendemos a nos adaptar. Tentamos resolver os problemas que criamos e esta é a parte da nossa caminhada neste planeta, o único que temos. Sou Biólogo, Mestre em Planejamento e Gestão Ambiental e Especialista em Gerenciamento de Projetos e as análises que faço aqui refletem a minha visão sobre o tema, balizada em artigos científicos e informações de fonte fidedigna e relevantes. Espero que curtam os textos.
Esse post foi publicado em gestão ambiental pública. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.