Uma referência muito interessante para quem trabalha com sustentabilidade é a revista Environmental Finance. Esta publicação é especializada em monitorar o mercado da sustentabilidade no que se refere a inovação, finanças, regulação nos países desenvolvidos e demais iniciativas envolvendo repasse de recursos para financiar processos sustentáveis via mercado.

Algumas notícias interessantes sobre as finanças ambientais…

1. 300 companhias de seguros nos EUA serão obrigadas a detalhar como os riscos das mudanças climáticas impactarão seu portifólio de projetos. A iniciativa é da Associação Nacional dos Corretores de Seguros.

A proposta é que os dados obtidos por este detalhamento sejam utilizados para subsidiar o risco das mudanças climáticas para as seguradoras.

Esta iniciativa tem por objetivo servir como benchmark sobre como estão sendo abordados os efeitos das mudanças climáticas pelas seguradoras.

2. O Banco de Investimento Europeu, banco de fomento da União Europeia, emprestou 18 bilhões de euros para “ação climática”. No ano de 2011 foram emprestados 61 bilhões de euros no total. 5,5 bilhões de euros para investimento em energia renovável, 8 bilhões de euros para transporte sustentável e 1,3 bilhão de euros para eficiência energética. Em 2010, foram 6,2, 7,9 e 2,3 bilhões de euros para cada um destes tópicos, respectivamente.

3. 92 bancos e investidores globais que gerem 10 trilhões em fundos lideraram uma iniciativa para exigir de 415 empresas a gestão e redução de suas emissões de gases de efeito estufa. Esta iniciativa enquadra-se na Carbon Action Initiative, coordenado pelo Carbon Disclosure Project (CDP).

Espera-se com esta iniciativa a redução dos riscos de longo prazo relacionados às mudanças climáticas.