UNEP-FI – Entrevista EF

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – Iniciativa Finanças, foi criado em 1992, logo após a Conferência Rio’92, visando estender os conceitos de desenvolvimento sustentável para o sistema financeiro.

Desde então, diversas iniciativas foram implementadas em todo o mundo, desde projetos-piloto para testar hipóteses até grandes políticas e práticas para fomentar a economia verde.

Para se ter uma ideia do que representa esta iniciativa, o volume de investimentos em energia limpa subiu de US$ 53 bilhões em 2004 para US$ 260 bilhões.

Pensando em termos de longo prazo, o que é raro nas instituições mais sujeitas aos ventos políticos, parece-me que há uma disposição de investidores em exigir das instituições nas quais investem compromissos sérios e mensuráveis com a sustentabilidade.

Tal fato impõe riscos para aquelas instituições cujas estratégias de sustentabilidade assentam-se somente em posicionamento de marca, sem a métrica para analisar suas ações. Só para se ter uma ideia, o lançamento do UNEP-FI em 2006 tinha a presença de executivos de instituições que gerenciavam mais de US$ 4 trilhões em fundos. Isso é pressão de investidores.

Um comentário em “UNEP-FI – Entrevista EF

  1. Parece que começa a mudar a atitude daqueles que realmente podem fazer a diferença, no que diz respeito à responsabilidade com o meio ambiente. Quando o assunto é investimento, na contrapartida, sempre é possível obeter o resultado favorável aos objetivos dos investidores. Quem ganha é o planeta e a natureza agradece.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: