Olimpíadas e Meio Ambiente

Em meio à festa do governo, das empreiteiras e dos cidadãos cariocas, preparada para a concretização da conquista das Olímpiadas 2016, penso que é hora dos políticos, sempre com horizonte de pensamento de no máximo quatro anos, deixarem de lado as tradicionais picuinhas e planejar as obras sob nova perspectiva: A da Sustentabilidade. Utilizar Análise de Ciclo de Vida de Produtos nas obras, novas formas arquitetônicas com base nos critérios do LEED, investir em TRATAMENTO DE RESÍDUOS, RECICLAGEM TOTAL do resíduo produzido nas obras e durante as Olimpíadas, recuperar os passivos ambientais da cidade, investir em mobilidade urbana, tudo sob a perspectiva da ECOLOGIA INDUSTRIAL e dos ciclos biogeoquímicos.

Se isso não for feito e a vontade geral for apenas investir em mais do mesmo, concreto, aço e vidro, teremos apenas mais um evento cosmético, para encher a cidade de turista e não aproveitar a oportunidade de investimentos para melhorar a cidade do Rio de Janeiro. A sustentabilidade foi tema das Olimpíadas 2000 em Sidney, que colocou a cidade em outro patamar de gestão ambiental. Por que não fazê-lo também por aqui?

Só mais uma coisa: Nada de estímulo ao “turismo sexual”. O Brasil é muito mais do que mulheres seminuas e liberalidade sem limites. Espero que não se caminhe nesta direção ao definir-se os espetáculos que serão apresentados durante os anos futuros para estimular o turismo na cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: