Relatório da Agência Ambiental Europeia sobre Economia Verde e integração com Políticas da União Europeia

A União Europeia tem publicado com frequência relatórios sobre suas atividades e as interfaces das políticas ambientais europeias e as demais políticas, visando entender o ambiente institucional e promover a importância das políticas em sustentabilidade para o futuro da instituição.
O relatório, como seria de se esperar, mostra os desafios e as oportunidades para fomento da economia verde no contexto europeu e as inter-relações com as demais políticas adotadas na região, notadamente a fiscal, a industrial, a ambiental e a de mudanças climáticas, bem como a função da inovação, das tecnologias e das finanças na construção de uma economia verde.
Com relação às Finanças e o financiamento da economia verde, destaco algumas ações bem interessantes: As fontes de recursos privados para investimento, especialmente os fundos de pensão, os investimentos socialmente responsáveis efetuados por gestores de fundos de acordo com as regras sociais e ambientais, as iniciativas público-privadas, das quais o texto destaca os “green bonds”, cujo foco é financiar investimentos com benefícios ambientais ou relacionados à mitigação ou adaptação aos efeitos das mudanças climáticas.
Para que se tenha uma ideia do que representa o mercado para os “green bonds”, na Europa o volume de recursos aplicados no título aumento de USD 2,2 bilhões para USD 11,2 bilhões em UM ANO. A previsão dos analistas sobre este mercado é de que ele deve totalizar USD 50 bilhões em emissões de títulos até 2015 e em cinco anos representar até 10-15% do mercado total de emissões de títulos globalmente.
Um fato que possibilita um incremento na credibilidade destes títulos é que parte significativa deles são emitidos por instituições com avaliação bastante positiva quanto ao risco de seus títulos, como o Banco Mundial ou o Banco Europeu de Investimentos, o que aumenta a atratividade para investidores.
Projetos vinculados à Economia Verde em diversos países do mundo podem tornar-se realidade e o Brasil tem tudo para surfar nesta onda.
Ah, e o relatório total está disponível em http://www.eea.europa.eu/publications/resourceefficient-green-economy-and-eu.

Sobre Marcio Gama

O cérebro é nossa maior especialização e nos faz humanos e complexos, capazes de pensar, gerir riscos e planejar o futuro. Nos adaptamos a todos os ambientes conhecidos e aprendemos a utilizar os recursos para nossa sobrevivência. Nesta caminhada, aprendemos a nos adaptar. Tentamos resolver os problemas que criamos e esta é a parte da nossa caminhada neste planeta, o único que temos. Sou Biólogo, Mestre em Planejamento e Gestão Ambiental e Especialista em Gerenciamento de Projetos e as análises que faço aqui refletem a minha visão sobre o tema, balizada em artigos científicos e informações de fonte fidedigna e relevantes. Espero que curtam os textos.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.