Vídeo sobre mudanças climáticas

Há consenso científico de que as mudanças climáticas foram aceleradas pela ação humana ao queimar combustíveis fósseis e aumentar a concentração de dióxido de carbono e outros gases na atmosfera. Há avanços, obviamente, na redução da intensidade de carbono gerada por GDP produzido na economia, mas ainda é insuficiente para reduzir as emissões ou compensar aquelas geradas pela incorporação de cada vez mais pessoas à sociedade do consumo.
Alguns dos textos do blog foram baseados em diversas iniciativas para uma economia de baixo carbono e aos alertas para os “riscos de eventos não-lineares e com potencial disruptivo”, previstos pelo relatório Stern, economista britânico.
Iniciativas visando financiar a economia menos intensiva em carbono tem acontecido. Os títulos de crédito verdes, os bancos verdes, especializados em energias limpas e eficiência energética, são exemplos. As novas debêntures verdes lançadas pelo Ministério do Meio Ambiente no Brasil também são um exemplo de iniciativa que tem potencial para criar um novo mercado e mudar algumas realidades do Brasil.
Hoje assisti um vídeo interessante sobre o tema, chamado disruption. Recomendo a todos os interessados pelo tema, e especialmente aqueles que ainda repetem o mantra de que “não há provas científicas”, que assistam e vejam, de uma vez por todas, os riscos a que estará exposta a humanidade, visto que já estamos próximos ao “ponto de não retorno” e me parece que determinadas empresas e governos obtusos (o nosso inclusive) insistem no modelo de energias fósseis com alto risco de extração, como o pré-sal.
O vídeo é este.

http://watchdisruption.com

Boa diversão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: