Environmental Finance – Análise de risco de fundos aplicados em empresas de combustíveis fósseis

Um artigo bastante interessante na Environmental Finance é sobre os “stranded assets”, ou fundos cujas aplicações estão em fontes de combustíveis fósseis com alto custo de extração. A instituição Carbon Tracker Initiative (CTI) elaborou uma análise de risco sobre estes fundos, considerando a demanda por petróleo, as emissões de carbono, o risco envolvido na exploração e os possíveis movimentos políticos para reduzir ou limitar as emissões para a atmosfera com potencial para acelerar as mudanças climáticas.

O relatório do CTI apresenta uma curva do “carbon supply cost curve”, na qual afirma que projetos que apresentam um custo por barril de petróleo acima de USD 95 apresentam um risco maior de virarem títulos encalhados. Ora, sabe-se que o custo do petróleo é uma variável importante na decisão de explorar o petróleo em reservas mais caras para alcançar, como o pré-sal da Petrobras, ou investir em novas tecnologias com custo de geração competitivo.

As decisões de explorar fontes de petróleo com alto custo ao invés de diversificar as atividades de energia de empresas petrolíferas, transformando-as em provedoras de soluções em energia, atrasa as soluções em direção a um mundo mais seguro e com menos episódios climáticos extremos. O limite de aumento em 2 graus centígrados como limite é uma questão séria o suficiente para entrar nos modelos de risco de governos e empresas. Não se pode jogar dados com evidências científicas.

 

Um comentário em “Environmental Finance – Análise de risco de fundos aplicados em empresas de combustíveis fósseis

  1. Pingback: Banco Mundial irá focar seus financiamentos em Energias Renováveis | Sustentabilidade em ação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: