Relatório “Environmental Indicator Report 2014 – Environmental Impacts of Production-Consumption Systems in Europe”

O relatório lançado pela Agência Ambiental Europeia em outubro de 2014, intitulado “Environmental Impacts of Production-Consumption Systems in Europe” apresenta os impactos sistêmicos dos padrões europeus de consumo e produção, com os impactos sobre ecossistemas de outras partes do mundo.

É interessante porque incorpora a visão das cadeias globais sob o ponto de vista dos impactos ambientais, sociais e econômicos, positivos e negativos, na cadeia global de suprimentos. Demonstra de forma interessante a incorporação do Life Cycle Thinking nas análises dos impactos globais causados pela indústria de roupas, alimentação e eletrônicos e sugere políticas para redução em médio/longo prazo nas três cadeias produtivas.

Os principais pontos evidenciados no relatório referem-se ao reconhecimento explícito de que os padrões de vida dos europeus tem impactos ambientais em diferentes locais do mundo. Alimentos das Américas do Norte, do Sul e África e eletro-eletrônicos e roupas da Ásia demonstram a interconectividade das cadeias produtivas e o chamado displacement dos impactos ambientais.

Dentre as alternativas para gestão e redução de impactos coloca-se em evidência a gestão de cadeias produtivas fora do espaço da União Europeia, possivelmente com maior controle sobre a certificação de processos produtivos e produtos importados, incremento de políticas de reciclagem e reaproveitamento, com a implementação mais ampla da responsabilidade estendida aos produtores, maiores exigências de eficiência para produtos eletrônicos, redução da produção de resíduos de alimentos e a mudança dos padrões de consumo da população por meio de ações de comunicação.

Sobre Marcio Gama

O cérebro é nossa maior especialização e nos faz humanos e complexos, capazes de pensar, gerir riscos e planejar o futuro. Nos adaptamos a todos os ambientes conhecidos e aprendemos a utilizar os recursos para nossa sobrevivência. Nesta caminhada, aprendemos a nos adaptar. Tentamos resolver os problemas que criamos e esta é a parte da nossa caminhada neste planeta, o único que temos. Sou Biólogo, Mestre em Planejamento e Gestão Ambiental e Especialista em Gerenciamento de Projetos e as análises que faço aqui refletem a minha visão sobre o tema, balizada em artigos científicos e informações de fonte fidedigna e relevantes. Espero que curtam os textos.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.