Limites e tendências…

Um conceito fundamental da Economia Ecológica é o limite. Temos um sistema fisicamente limitado, ainda que energeticamente aberto. A equação referente ao estoque de recursos e ao fluxo econômico criado por este estoque não fecha quando falamos da função sumidouro do planeta Terra.

Ligado diretamente a este conceito está a capacidade deste ambiente de absorver e neutralizar os resíduos gerados, mantendo um equilíbrio dinâmico entre o consumo e a produção, sem causar o ponto sem retorno que transforma de forma irreversível este ambiente e, por consequência, limita as atividades de produção e consumo da espécie.

Em Daly e Farley (2011), apresenta-se a função de produção abaixo:

q + w = F (N, K, L, r, e)

(maiúscula – estoque, minúscula – fluxo)

Donde  q – fluxo de produtos, w – fluxo de resíduos, N – capital natural, K – trabalho, L – capital, r – recursos naturais e e – fluxos de energia, i.e., a produção de produtos e resíduos é função direta do capital natural, trabalho, capital, recursos naturais e fluxo de energia utilizados na produção econômica..

Isto posto, diversos indicadores de temos que a exploração de recursos do estoque, representados por N, K, L, r e e para gerar fluxo econômico não tem obedecido aos limites ecológicos do planeta. Há sinais claros de acumulação de impactos ambientais tratados como externalidades na Economia Clássica e que deveriam ser incorporados ao valor do produto.

A parte visível dos limites que estão sendo ultrapassados são visíveis em vários indicadores ambientais: As nuvens de poluição na China parando fábricas e afetando a saúde das pessoas, os grandes giros de lixo plástico nos oceanos alterando a capacidade de produção primária, a contaminação da Baía de Guanabara, a falta d`água em regiões do mundo inteiro e fenômenos climáticos extremos tornando-se frequentes.

Dentro das alternativas em gestão ambiental pública e em gestão ambiental privada para enfrentar o problema temos um sistema que se retroalimenta. A gestão ambiental pública tem os instrumentos para calcular o valor e induzir a economia circular na sociedade e a introdução deste valor à equação exige adequações do sistema produtivo privado para incorporar no valor do produto o consumo dos estoques e da capacidade de assimilação do Sistema Ecológico, do qual depende o Sistema Econômico.

Os sinais de consumo excessivo do capital natural e o acúmulo do fator w da equação estão aí, claros e preocupantes quando se cruza com a identidade IPAT. No entanto, o processo político teima em não adotar os dados científicos para balizar as políticas públicas e as políticas públicas precisam gerar movimento nas empresas, muito em consonância com o que a Ecologia Industrial sugere para o sistema produtivo.

A conferir se este movimento será suficiente para alterar a tendência de comprometimento da capacidade de suporte do ambiente em prover estoques e fluxos econômicos enquanto mantém a capacidade de absorção dos resíduos gerados pelas atividades humanas.

Até o momento temos milhões de toneladas de resíduos sendo lançadas diariamente em nossos sistemas de suporte e com potencial para atuar de forma disruptiva na sociedade.

Sobre Marcio Gama

O cérebro é nossa maior especialização e nos faz humanos e complexos, capazes de pensar, gerir riscos e planejar o futuro. Nos adaptamos a todos os ambientes conhecidos e aprendemos a utilizar os recursos para nossa sobrevivência. Nesta caminhada, aprendemos a nos adaptar. Tentamos resolver os problemas que criamos e esta é a parte da nossa caminhada neste planeta, o único que temos. Sou Biólogo, Mestre em Planejamento e Gestão Ambiental e Especialista em Gerenciamento de Projetos e as análises que faço aqui refletem a minha visão sobre o tema, balizada em artigos científicos e informações de fonte fidedigna e relevantes. Espero que curtam os textos.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Limites e tendências…

  1. Daniela Silva disse:

    Nos faz querer conhecer mais sobre o assunto. Obrigada por compartilhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.