Smart cities

As cidades inteligentes (tradução livre) são aquelas que conseguem um desempenho ótimo em seis diferentes dimensões: Economia limpa, mobilidade urbana, ambiente preservado e conservado, capital humano, qualidade de vida e governança eficiente.
A definição de uma smart city pode ser dada, portanto, para as cidades onde o investimento em capital humano e social, somados à infraestrutura em comunicação e transportes eficiente, alimentam o desenvolvimento sustentável de sua economia, gerando mais qualidade de vida e uma gestão adequada do meio ambiente, com processos de governança abertos ao controle da população.
Algumas empresas tem utilizado o conceito de “smart cities” para investir em sistemas que melhorem a eficiência das cidades.
Abaixo alguns links interessantes.
http://www.ibm.com/uk/smarterplanet
http://www.oracle.com/newsletters/information-indepth/public-sector/nov-09/smart.html
http://w1.siemens.com/innovation/de/publikationen/zeitschriften_pictures_of_the_future/PoF_Fruehjahr_2004/SmartCity.htm
Qual será a primeira empresa brasileira de grande porte a investir numa iniciativa assim? Algum banco se habilita? Tem tudo a ver com a Economia Verde e as propostas que virão da Rio+20.

%d blogueiros gostam disto: