O relatório “Carbon constraints cast a shadow over the future of the coal industry“, elaborado pela agência de rating Standard & Poor’s, adverte seus investidores de que as reservas de carvão com alto custo de extração podem tornar-se inviáveis sob o ponto de vista econômico em virtude de medidas relacionadas às políticas ambientais adotadas por grandes consumidores, como China e EUA, urbanização e crescimento das cidades, o uso de gás natural e as mudanças no grid da China. Esta notícia reforça o sinal dado por investidores de que poderá haver precificação do carbono gerado, com os riscos associados à sua extração. Uma sinalização forte de que pode haver a precificação do carbono é que, de acordo com o Banco Mundial, cerca de 40% das emissões internacionais de GEE estarão sob o efeito de legislação nos próximos 5 anos.