Environmental Finance de Outubro 2011

Uma publicação muito interessante e que tem tudo a ver com os assuntos abordados no relatório “Towards a Green Economy”, especialmente no que diz respeito ao financiamento da nova Economia Verde é a publicação Environmental Finance.
É uma publicação especializada em aspectos relacionados ao financiamento de projetos de sustentabilidade e a evolução do mercado Verde.
Neste mês a revista traz novidades sobre o investimento em energia renovável, com o impacto da crise sobre os projetos devido à redução da disponibilidade de recursos e como enfrentar e financiar as cidades sustentáveis, tendo em vista o aumento da população urbana em todo o mundo, com as consequências observáveis em termos de mobilidade urbana e pressão sobre infraestrutura. Além disso, mostram um aspecto muito interessante do mercado do desmatamento evitado, que tem crescido muito no sudeste asiático.
Uma ação que provavelmente vai ocorrer em breve é a especialização de bancos no financiamento do mercado verde, com utilização de recursos já disponíveis no sistema financeiro a um custo mais baixo.
Pensando na economia como um todo, há possibilidades em energias renováveis, infraestrutura, edifícios verdes, biodigestores, agricultura orgânica, seguros, varejo, enfim, em todas as áreas onde atua um banco. Qual será o primeiro banco a aproveitar tais oportunidades?
A atividade de um banco é retirar dinheiro a uma taxa x e emprestar para quem precisa a uma taxa x + y… Se os recursos para funding destas atividades é mais barato, os bancos podem ganhar muito ao realizar estas operações “sustentáveis”. Pensemos, por exemplo, se os bancos tiverem uma área de consultores financeiros com background ambiental, eles poderão prospectar negócios com menores taxas para o tomador.

Isso vai acontecer… Basta saber quem no Brasil será o primeiro…

Sobre Marcio Gama

O cérebro é nossa maior especialização e nos faz humanos e complexos, capazes de pensar, gerir riscos e planejar o futuro. Nos adaptamos a todos os ambientes conhecidos e aprendemos a utilizar os recursos para nossa sobrevivência. Nesta caminhada, aprendemos a nos adaptar. Tentamos resolver os problemas que criamos e esta é a parte da nossa caminhada neste planeta, o único que temos. Sou Biólogo, Mestre em Planejamento e Gestão Ambiental e Especialista em Gerenciamento de Projetos e as análises que faço aqui refletem a minha visão sobre o tema, balizada em artigos científicos e informações de fonte fidedigna e relevantes. Espero que curtam os textos.
Esse post foi publicado em Comentário pessoal, Economia Ecológica, Environmental Finance, gestão ambiental privada. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.